terça-feira, 24 de abril de 2018

Polêmica! Relatório de multinacional diz que curar doenças é 'economicamente inviável'

Um relatório elaborado pela multinacional Goldman Sachs, vazado na última semana, aponta que investir em tratamentos de longo prazo é financeiramente mais viável do que insistir em curas para doenças. O teor do documento, segundo o portal IFL Science, era destinado apenas aos clientes da empresa.
A analista de pesquisas, Salveen Richter, utilizou como exemplo o tratamento de hepatite C desenvolvido pelo laboratório Gilead Sciences. No relatório, ela mencionou um lucro de U$12,5 bilhões em 2015, apenas nos Estados Unidos, na busca por medicações contra a patologia. O novo recurso oferecido pela empresa, no entanto, promoveu uma evolução rápida no quadro dos pacientes, que terminavam o tratamento em apenas doze semanas. 

Com a redução de terapias a longo prazo, o banco previu uma queda de ao menos U$4 bilhões em investimentos na área para 2018.

“Enquanto esta resolução traz grandes avanços para os pacientes e para a sociedade, isso também representa um desafio para atrair lucros para quem desenvolve pesquisas na área médica”, concluiu a analista no texto. 

Fontes: Yahoo! / CNBC
Deixe um comentário
Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco