segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

MULTA POR USO IRREGULAR DE AGROTÓXICO CHEGA A R$ 5.000

A EXPOSIÇÃO DE TRABALHADORES RURAIS A AGROTÓXICOS EM LAVOURAS É UM DOS FATORES DE RISCO PARA A SAÚDE. O BRASIL É O SÉTIMO MAIOR CONSUMIDOR DE AGROTÓXICOS NO MUNDO. A APLICAÇÃO DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS É FISCALIZADA PELO MINISTÉRIO DO TRABALHO. MAS DE ACORDO COM AUDITOR FISCAL DO MINISTÉRIO, ANTÔNIO CARLOS AVANCINI, OS TRABALHADORES RURAIS DESCONHECEM NORMAS BÁSICAS PARA O MANEJO DO AGROTÓXICO. O EPI É O EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL QUE CONSISTE EM BOTAS DE BORRACHA, LUVAS, AVENTAL, MÁSCARA E ROUPA ESPECIAL. E TUDO DEVE SER LAVADO SEMPRE APÓS O USO. DE ACORDO COM O FISCAL ANTÔNIO CARLOS, SE FOR PEGO ALGUM TRABALHADOR SEM O EQUIPAMENTO O EMPREGADOR É AUTUADO E PODE TER A LAVOURA INTERDITADA. AS MULTAS PARA QUEM FOR PEGO APLICANDO AGROTÓXICO SEM PROTEÇÃO VARIAM DE MIL ATÉ CINCO MIL REAIS. DE ACORDO COM O MINISTÉRIO DO TRABALHO FORAM REALIZADOS, SÓ EM 2017, 690 AUTUAÇÕES RELACIONADAS AO USO DE AGROTÓXICO. MINAS GERAIS É O ESTADO COM O MAIOR NUMERO DE MULTAS APLICADAS SEGUIDO POR SÃO PAULO E PARÁ.
Deixe um comentário
Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco